domingo, 3 de dezembro de 2017

PERCEPCIONES, PERCEPTIONS , PERCEPÇÕES




Esta poesía, Percepciones, lleva el título del libro y fue presentada en la forma de acróstico.
Sin embargo, en virtud de la traducción, no fue posible mantener el formato.
A continuación, la poesía en la versión original, es decir, en portugués.


PERCEPCIONES
Busco en la vida ser feliz,
Haciendo esfuerzos para ello,
Realizando lo que a mí es posible,
Capacitándome de forma natural,
Esperando lo que no soy capaz:
Paciente con mis limitaciones
Ç no comporta um comienzo.
Orígenes no siempre tienem explicaciones,
Y nosostros debemos compreender
Ser y dejar florecer la obra de la creación!


PERCEPÇÕES
P rocuro na vida ser feliz,
E nvidando esforços para tal,
R ealizando o que a mim é possível,
C apacitando-me de forma natural,
E sperando aquilo de que não sou capaz;
P acientando-me com as limitações,
Ç não comporta um começar.
O rigens nem sempre têm explicações,
E a nós cabe compreender
S er e deixar florescer a obra da Criação!





Cette poésie, PERCEPTIONS, prend le titre du livre et a été présentée sous la forme d’acrostiche.
Malheureusement, dû à la traduction, on n’a pas pu conserver son format.
Voilà la poésie dans sa version originale, en portugais.


PERCEPTIONS

Dans la vie j’essaie d’être heureuse,
En y consacrant des efforts,
En faisant ce que je peux
De façon naturelle,
En attendant ce que je ne suis pas capable;
En ayant de la patience avec les limitations.
Certaines lettres ne comprennent pas un début.
Les origines n’ont pas toujours d’explication,
Quant à nous, il convient  de comprendre
Être et laisser fleurir l’oeuvre de la création!

PERCEPÇÕES
rocuro na vida ser feliz,
nvidando esforços para tal,
ealizando o que a mim é possível,
apacitando-me de forma natural,
sperando aquilo de que não sou capaz;
acientando-me com as limitações,
Ç não comporta um começar.
rigens nem sempre têm explicações,
a nós cabe compreender
er e deixar florescer a obra da Criação!



This poem, PERCEPTIONS, takes the title of the book and was presented in the form of an acrostic.
However, due to its translation, it was not possible to maintain its format.
Next, the poem in its original version, that is, in Portuguese.


Perceptions
In life I seek to be happy
Making efforts to conquest
Accomplishing what is possible to me
Empowering me in a natural way
Waiting for what I am not able
Being patient with my limitations
Certain letters do not allow for a start
Not always origins have explanations
And it is up to us to understand
To let be and to flourish the work of Creation!


 PERCEPÇÕES
rocuro na vida ser feliz,
nvidando esforços para tal,
ealizando o que a mim é possível,
apacitando-me de forma natural,
sperando aquilo de que não sou capaz;
acientando-me com as limitações,
Ç não comporta um começar.
rigens nem sempre têm explicações,
a nós cabe compreender
er e deixar florescer a obra da Criação!


Nenhum comentário:

Postar um comentário