sábado, 28 de outubro de 2017

MOVIMENTOS DO VENTO


O vento tem movimento dúbio,
Às vezes espalha, às vezes ajunta,
Obedece às ordens que a natureza quer
Como parte da natureza que é.
O vento balança os coqueiros,
Impele as ondas de forma imparcial,
No meu peito a saudade
Transformava-se em vendaval.
Ah! Ventos fortes tão revoltos,
Levou junto o meu amor,
No momento não entendi
Porque a vida a mim o apresentou.
Hoje sei que esse vento
Que ajunta e que espalha,
Pelas ordens da natureza
Afastou-me de uma farsa.
Agradecida, confiante,
Do vento sinto uma brisa
A aquecer meu coração
Com ares de amor à vista!
(Eneida Dias de Miranda)


2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eneida
    Você é demais! Sempre com palavras belas e tocantes 💖
    Vanessinha 🌹

    ResponderExcluir